Habitação na adoração

Estou postando o esboço da ministração que aconteceu dia 11 de abril no CBA/Londrina. A mensagem tratou sobre as implicações sociais em se implantar ciclos de adoração 24hs. Adoração a Jesus tem a ver com Seu governo se instalando e transformando qualquer realidade de trevas em luz, resolvendo e dando soluções que nenhum administrador público conseguiria fazer. Exemplo comentado: Rei Davi, o homem que tinha o favor de Deus por conhecer este princípio exposto por ele em Salmos 22:3  “o Senhor é entronizado em meio aos louvores do seu povo.”

Acompanhe resumo:

HABITAÇÃO NA ADORAÇÃO
“Porque disse Davi: O Senhor, Deus de Israel, deu paz ao seu povo e habitará em Jerusalém para sempre.” 1 Crônicas 23:25

Por que adorar 24hs?
Turnos e mais turnos de adoração e clamor subindo ao trono de forma sistemática, para qual fim?

Há alguns anos o tema adoração 24hs tem feito parte, de forma crescente na vida da igreja. Num primeiro instante não é difícil ter pessoas aderindo a este propósito. Afinal, estar na presença de Deus é bom. Ter experiências com o ES é desejo de todos. Mas a maioria das pessoas não tem uma compreensão do propósito específico de dar adoração 24hs ao Senhor Jesus.

Falar de adoração 24hs nos leva a Davi. Antes mesmo de se tornar rei e instituir turnos de adoração, ele já era um adorador 24hs por trás das malhadas.

Características que faziam Davi o homem ideal para os turnos:
Davi > adorador 24hs (desde qdo pastor de ovelhas)
Davi > homem segundo o coração de Deus
Davi > obediente

No tempo de pastor de ovelhas, enquanto adorava era visto pelo Senhor e tinha seu favor.

1 Samuel 17:34-35 – “Respondeu Davi a Saul: Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai; quando veio um leão ou um urso e tomou um cordeiro do rebanho, eu saí após ele, e o feri, e livrei o cordeiro da sua boca; levantando-se ele contra mim, agarrei-o pela barba, e o feri, e o matei.”

Adorar, reconhecer Deus como Deus em sua vida fazia parte do seu dia-a-dia. Quando passa a ser rei de Israel isso não muda, pelo contrário, Davi operaciona e sistematiza a adoração em forma de turnos. Como rei, institucionaliza (no bom sentido) a adoração de forma contínua e estabelece “operários” para ativar um ciclo que perdurou por 40 anos.

Davi tinha a sensibilidade de quem era íntimo de Deus. Sabia o que capturava Seu coração. Todos podiam entrar e celebrar, se quebrantar e manifestar diversas expressões de louvores:

· Cânticos: Sl 119.54 “Os teus decretos são motivo dos meus cânticos”; II Cr 29.28; Sl 35.27 – Salmos : I Cr 25.1; Sl 47.6
·
Cânticos espirituais: Cl 3.12
·Ações de Graças: Sl 100.4; Sl 70.30
· Expressões de Júbilo: Sl 89.15 “Bem-aventurado o povo que conhece os vivas de júbilo”; Sl 87.7 “Todos os cantores saltando de júbilo entoarão : Todas as minhas fontes são em ti” ; Sl 126.2; Sl 132.16
· Gritos: Sl 42.4 “entre gritos de alegria e louvor”
· Palmas: Sl 47.1
· Mãos levantadas: Sl 134.2
· Instrumentos: Sl 150.3-5
· Danças e Saltos: II Sm 6.14; Sl 149.3 e Sl 150.4 – Ex 15.21 e I Sm 18.6-7
· De pé, encurvado, de joelhos, prostrado: Sl 95.6; Sl 99.5,9
· Bandeiras: Sl 20.5
· Festas: Sl 118.27

Ele conseguia adotar um esquema que sistematizava a adoração sem perder a essência que conhecia dos tempos de pastor de ovelhas.

Podemos perceber como nos últimos anos parece que temos migrado de um padrão de adoração mosaico, ritualístico, para um padrão semelhante ao de Davi, com liberdade de expressões, mais tempo dedicado a adoração no momentos cúlticos.

A história da igreja tem sido alternando entre uma expressão livre ao ritual e volta para expressão livre, ciclicamente.

AS MANIFESTAÇÕES DE INTIMIDADE DA IGREJA HOJE, SUGEREM UM TEMPO PROFÉTICO ANUNCIADO POR AMÓS:
“Naquele dia, levantarei o tabernáculo caído de Davi, repararei as suas brechas; e, levantando-o das suas ruínas, restaurá-lo-ei como fora nos dias da antiguidade” AMÓS 9:11

Quando Davi declara no Salmo 22:3: “Contudo, tu és santo, entronizado entre os louvores de Israel.” Isso revela uma compreensão e um padrão sobre a bênção do Senhor: ELE HABITA, É ENTRONIZADO ENTRE OS LOUVORES DO SEU POVO!

A adoração ao Senhor estabele seu governo.
O próprio Deus habitando e reinando sobre nós.
A principal e imediata consequência de se adorar ciclicamente é a bênção de ter todo Seu governo estabelecido.
Foi o que Davi experimentou como governante: o favor de Deus sobre toda nação.

Conforme o ditado: “Não importa tanto como se começa, mas como se termina”.
Ao fim do seu reinado Davi declara:
“Porque disse Davi: O SENHOR, Deus de Israel, deu paz ao seu povo e habitará em Jerusalém para sempre.” 1 Crônicas 23:25

Anúncios

~ por jezer em abril 12, 2009.

Uma resposta to “Habitação na adoração”

  1. Oi jeser muito legal isso q vc colocou sobre a implicaçao social … eu estou estudando sociologia e nemhum pensador por mais inteligente q seja conseguio colocar em praticas suas ideias ,todas elas nao passaram de apenas teorias impossiveis de trasformar a humanidade … o BRASIl só sera tranformado quando o REINO vier … e estaremos aqui orano , adorando e esperendo .

    beijoss =D

    VENHA O TEU REINO SEJA FEITA A SUA VONTADE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: